domingo, 16 de novembro de 2008

A Despedida de Uma Tarde

Despede-se a tarde
cálida e lenta
empurrando o sol
para trás do mar
talvez numa tentativa de o afogar!
Indiferente
desliza suavemente
redondo
ardente
tingindo de laranja
um céu de nuvens azul chumbo.
Ainda o sol não caiu
no mar sereno e quieto
e já a lua surgiu
apressada
plena
branca na sua nudez.
Sento-me
numa qualquer esplanada
enlevada
alheia a quem me rodeia
para desfrutar o momento
de tanta beleza
que sempre me encanta
jamais me cansa.
Sinto um arrepio
que não é de frio
mas sim de emoção
por um dia
de final de Verão...

2 comentários:

De Amor e de Terra disse...

Olá, boa noite!
Vim agradecer a sua visita e gostei, gostei mesmo,do seu final de verão;
voltarei sempre que puder.

Abraço

Maria Mamede

Perla disse...

Linda descrição dum momento perfeito.

Beijinhos